Glutationa

A glutationa por seus grupos ativos tióis, inativa os radicais livres extra e intracelulares pela propriedade de atuar tanto em meio aquoso como lipídico. E absorvida intata e, imediatamente, no intestino delgado sem que se desintegre nos 3 aminoácidos que a constitue, visto que nenhuma das enzimas digestivas ataca suas uniões aminopéptidas. Assim, a glutationa pode ser utilizada como tratamento conta doenças degenerativas em associação com vitamina E e beta-caroteno evitando o início das reações em cadeia de peroxidação lipídica.

Referência:

Hagen TM, Wierzbicka GT,Sillan AH, Bowman BB, Jones DP  – Fate of dietary glutathione: disposition in the gastrointestinal tract. Am J Physiol 259:G524-G529,1990.