Tempero – Cebola

Cebola é o nome popular da planta cujo nome científico é Allium cepa. A cebola é constituída por folhas escamiformes, em camadas. As suas flores estão dispostas em umbela. As plantas jovens, com o bulbo pouco desenvolvido e sem flor, são chamadas também de cebolo.

A cebola possui enzimas chamadas alinases que decompõem os sulfuretos produzindo ácido sulfênico, que é instável e decompõe-se num gás volátil chamado sin-propanetial-S-óxido que dá o sabor característico à cebola, e o aroma agradável quando cozinhada, por sua vez, dissipa-se pelo ar e eventualmente chega aos olhos, onde reagirá com a água para formar uma solução muito fraca de ácido sulfúrico, que irrita as terminações nervosas do olho, fazendo-o arder. Em resposta à irritação, as glândulas lacrimais entram em ação para diluir e lavar a irritação.

Este codimento rico em sais minerais e vitaminas – vitamina A, vitamina B1 (Tiamina), vitamina B2 (Riboflavina), vitamina B3 (Niacina), vitamina C (Ácido ascórbico) – é muito utilizado na culinária e na sua constituição possui a quercetina é um flavonóide amplamente distribuído no reino vegetal. Trata-se de um composto polifenólico presente naturalmente em vegetais como maçã e a cebola.