Tempero – Vinagre

vinagreO prato de salada toma um gosto especial ao ser adicionado algumas gotas de vinagre. Este é um exemplo de utilização deste tempero tão conhecido e querido.

Do francês “Vin acre” – Vinho azedo, o vinagre é obtido a partir de duas fermentações, uma alcoólica seguida de uma fermentação acética.
Na fermentação alcóolica ocorre a transformação de açúcar em álcool e na fermentação acética ocorre a transformação desse álcool em ácido acético, sob a ação do oxigênio e da bactéria Acetobacter, formando assim o vinagre.

O vinagre, tornou-se conhecido através de sua origem pela fermentação do vinho, porém ele pode ser obtido de outras maneiras, como frutas, tubérculos, cereais e até aguardente.

O vinagre, dentre muitos tipos, podemos citar: Agrin (também conhecido como vinagre branco – utilizado em temperos e conservas), de vinho (muito utilizado em saladas e carnes), Balsâmico (sabor agridoce), Maçã (menos ácido e com grande poder antioxidante), Orgânico, de mel (utilizado na elaboração de doces e xaropes), de arroz (utilizado na culinária oriental), de xerez (utilizado na culinária espanhola), de champagne (recomendado para o preparo de legumes cozidos). Ainda se é possível elaborar vinagres aromáticos, em que vegetais, extratos aromáticos, sucos e condimentos são acrescentados.

Os benefícios para a saúde quando consumimos vinagre são muitos. O vinagre melhora a digestão ao estimular a secreção de suco gástrico. Fonte de antioxidantes e flavonóides previne o envelhecimento precoce e melhora o sistema vascular. Com baixo valor calórico, o vinagre é uma alternativa ao uso do sal, sendo uma boa opção para pessoas hipertensas que não abrem mão de uma salada saborosa.