Antibióticos no gado leiteiro e suínos

Antibióticos são aplicados ao gado leiteiro com objetivos terapêuticos, profiláticos e para estimular o crescimento. O uso impróprio de antibióticos em vacas leiteiras, em particular as sulfonamidas, leva à possibilidade de ocorrer resíduos dessas substâncias no leite. As sulfas mais freqüentemente administradas no gado leiteiro são sulfatiazol, sulfametazina e sulfadimetoxina. Segundo Anvisa (2005), o limite máximo de resíduos para o somatório dessas três sulfas no leite é de 100 µg kg-1.

A síndrome de Stevens Johnson que provoca reações cutâneas graves, com potencial para morbidade e mortalidade elevadas é causada por hipersensibilidade a imunocomplexos e pode ser desencadeada por distintos fármacos sendo os mais comuns são as sulfonamidas e penicilinas (26%). Assim, é facil entender que pessoas que foram sensibilizadas pelos resíduos de sulfonamidas do leite podem apresentar graves reações quando necessitar usar este antibiótico para combater alguma infecção.

Programa nacional de análise de resíduos de medicamentos veterinários em alimentos expostos ao consumo -PAMVet. Brasília: Agência Nacional de Vigilância Sanitária, 2003. Acesse o programa no logo abaixo