Dieta na intolerância a lactose – Fase de diarréia

A5GAF5A molécula de lactose é demasiada complexa para atravessar a parede do intestino, necessitando ser decomposta (hidrolisada) em glicose e galactose. Por isso, necessitamos da lactase é uma enzima responsável pela metabolização da lactose. Na deficiência da lactase intestinal, a lactose não digerida passa ao intestino grosso, originando diarréia fermentativa e outros transtornos digestivos, como azia, gases, dores abdominais, sensação de empaxamento e desconforto abdominal semelhante a síndrome do intestino irritável.

A enzima lactase deve ser utilizada em pacientes com intolerância à lactose para auxiliar na ingestão de produtos lácteos. A dose recomendada é de 1750 a 9000 unidades FCC (ou ALU) administrados 15 minutos antes da ingestão de leite ou derivados.

A precaução a ser tomada é com relação aos pacientes diabéticos, que outrora não usavam leite e derivados, que passam a ingerir leite com a utilização da lactase. Lactase proverá calorias extras que precisam ser contabilizadas na dieta para não haver descontrole do diabetes. Por exemplo, 50 g de lactose fornecerá 25 g de glicose e 25 g de galactose.